Vai deixar o emprego e não sabe o que fazer?

Dispensa

Por em Aconselhamento


Perder ou sair do emprego é algo circunstancial que pode acontecer a qualquer pessoa – você não é caso único.

Um ciclo profissional pode terminar hoje ou daqui a uns anos, mas todos sabemos que um dia ele termina e que os contratos não são vitalícios. Seja por nossa decisão ou porque fomos despedidos, há sempre forma de quebrar um contrato antes do tempo.

Muitas pessoas vivem o drama de perder o seu emprego onde passaram largos anos da sua vida, e nos quais depositaram confiança para continuar durante mais uns anos. Acontece que muitas empresas que eram estáveis no passado vivem enormes dificuldades no presente, e nenhum emprego pode ser considerado seguro a partir de agora.

Cursos de Formação com Desconto →

Há várias maneira de ficar sem emprego mas tudo resume-se a três situações: renuncia do próprio do trabalhador, despedimento e layoff. As razões podem ser de vária natureza tanto de um lado como do outro, e é louvável quando se chega a um entendimento entre ambas as partes – mas nem sempre é possível.

Ficar sem emprego seja de que maneira for é sempre uma situação complicada de gerir, e que afeta psicologicamente o trabalhador. Acreditamos que conseguimos arranjar emprego facilmente mas a realidade é mais dura, e à medida que o tempo passa ficamos cada vez mais ansiosos.

É preciso refletir antes e depois de ficarmos sem emprego, mas isso nem sempre é feito e as consequências podem ser nefastas.

Despedir-me, é esse o caminho que quero seguir?

Em qualquer decisão que tomamos nas nossas vidas é fundamental ponderar bem os prós e os contras.

O auto-despedimento não é muito frequente porque impossibilita o trabalhador de aceder ao subsídio de desemprego, e só acontece em casos em que o profissional já tem outro emprego acordado ou pretende criar o seu próprio emprego.

Também podem suceder-se uma série de situações que forçam o trabalhador a despedir-se, mas nesse caso fica duplamente prejudicado. O futuro deve estar bem definido para assumir esta opção, caso contrário as dificuldades financeiras poderão agravar-se.

Renuncia de cabeça quente

Uma decisão de cabeça quente é algo que poderá comprometer entendimentos futuros, e aí, apesar de você poder vir a reconhecer o erro, o empregador poderá não voltar atrás.

Converse com os seus familiares e amigos, conte o que se passa, explique os seus motivos, enumere os prós e os contras e chegue a uma conclusão da qual não se arrependerá.

Vítima de layoff?

Muitas das empresas recorrerem ao layoff para reduzir substancialmente a carga horária de trabalho ou mesmo com o fim de despedir coletivamente os trabalhadores. Isto normalmente acontece por razões de saúde financeira ou redução de encomendas por exemplo.

Nestas circunstâncias o trabalhador vê-se confrontado com vários cenários possíveis e que devem ser negociados com a empresa. É necessário estar preparado para qualquer cenário, inclusive o despedimento.

O trabalhador deve estar sempre alerta e atento aos sinais que são dados pela empresa e pelos colegas de modo a antecipar-se a um cenário trágico o quanto antes. Seja perspicaz e tente saber de antemão quais os seus direitos e regalias numa situação de layoff.

Saiba o que fazer após ter sido dispensado em layoff.

Manter relações, criar novas e melhorar outras

As relações profissionais são fundamentais nos dias de hoje. Num país tão pequeno como o nosso, essas relações acabam por ter um papel determinante e decisivo na altura de encontrar um novo emprego.

Se tiver que deixar o seu emprego seja por que motivo for, empenhe-se em manter as melhores relações possíveis com os seus colegas de trabalho, chefes, patrões, clientes, etc.

Assim você deixa sempre uma porta aberta para o futuro, porque a vida é imprevisível e nunca se sabe quando você pode vir a precisar deles.

Aquisição de novas competências

As competências juntamente com a experiência são fundamentais para conseguir um novo emprego, mas nem toda a gente tem as competências necessárias ou aquelas que o mercado procura.

Existem imensas empresas à procura de trabalhadores específicos em determinados pontos do país. Basta analisar um pouco o mercado para perceber que existem falhas em determinados setores. Tendo essa noção e conseguindo adquirir essas competências, novas portas se abrirão no mercado de trabalho.

Aposte na sua formação com critério e com o objetivo de suprimir lacunas que existam nas empresas da sua área de residência.

Nós ajudamos a encontrar
o emprego certo para si.

Nós ajudamos a encontrar os
candidatos certos para a sua empresa.