Quer mudar de área profissional?

Dúvidas

Por em Aconselhamento


Esta é uma pergunta que muitos portugueses fazem hoje em dia, será que vale a pena mudar de área profissional depois de muitos anos de estudo e experiência profissional?

Não é uma pergunta de resposta exata e cada caso tem de ser avaliado individualmente. É verdade que existem áreas que atualmente estão estagnadas em termos económicos, mas de um momento para o outro podem voltar a ser competitivas.

Dois casos flagrantes de desaceleração económica e consequentemente falta de emprego são a construção civil e arquitetura, mas há mais.

Cursos de Formação com Desconto →

A crise financeira também veio colocar o dedo na ferida em relação aos empregos de longa duração, nomeadamente na industria. Hoje estamos conscientes que cada vez mais a mobilidade e flexibilidade são fundamentais no mercado de trabalho atual.

Mudar de área não é uma decisão fácil e não existe uma altura da vida ideal para o fazer. Se você se sente cansado(a), perdido(a) ou infeliz com a sua vida profissional e não vislumbra futuro na sua área, talvez seja benéfico para si assumir que precisa de mudar o rumo da sua vida.

Numa situação crítica como esta só existem três possibilidades, torna-se um empreendedor(a) e criar o seu próprio negócio, formar-se noutra área e tentar a sua sorte ou ir trabalhar para outro país onde existam oportunidades na sua área profissional de eleição.

Existem vários fatores que podem contribuir para uma mudança na área profissional, dos quais destacamos:

Não gostar do emprego atual

Nem todos têm a sorte de trabalhar na área que escolheram ou naquela que mais gostam, talvez por isso muitos acabam por viver experiências infelizes noutro tipo de funções, ou acabam por abandonar os empregos pelo seu próprio pé.

Também não se deve confundir uma zanga ou um problema qualquer interno com um colega ou o patrão, e assumir que devido a isso está na área profissional errada. Não confunda situações que são diferentes.

Mudar de área profissional não deve ser encarado de animo leve, sobretudo se você tem um emprego minimamente estável.

Querer ganhar mais dinheiro

É óbvio que existem áreas que pagam melhor que outras, mas isso não significa que você esteja apto(a) a ganhar isso assim que sair do seu emprego. Você pode não ter a experiência ou competências necessárias para auferir um salário mais elevado do que aquele que já tem.

Como se costuma dizer ‘o dinheiro não traz felicidade’, e provavelmente a diferença poderá não justificar o risco. Se o seu problema é chegar ao final do mês com quase nada ou mesmo nada, procure olhar para as suas despesas de modo a reduzir algumas delas ou mesmo cortar definitivamente alguns gastos supérfluos.

Um amigo ou familiar tem sucesso noutra área

Este é um dos maiores erros que uma pessoa pode cometer, mas que infelizmente acontece muito.

É preciso saber conviver com o sucesso das outras pessoas, e isso implica não cometer o erro de fazer uma comparação consigo próprio. Não se pode medir o sucesso pela inteligência, responsabilidade, etc., e por mais que você tente ter o mesmo ou mais sucesso que elas, poderá nunca o conseguir.

Até se pode dar o caso de você nem ser feliz a fazer o que elas fazem, e cometer o erro de investir numa coisa que não faz sentido para o seu perfil.

Não conseguir encontrar emprego

Esta é a situação mais válida para mudar de área profissional, e aquela em que mais pessoas se encontram. Existe toda a legitimidade para o fazer, mas convém verificar se tem pelo menos alguma formação ou conhecimentos da área onde pretende iniciar uma nova aventura.

Antes de iniciar uma mudança é necessário estar a par do mercado de trabalho em Portugal. Verifique quais as áreas profissionais com mais ofertas de emprego na internet, os setores de atividade com mais potencial, quais as empresas que estão a recrutar mais pessoas com pouca ou nenhuma experiência, e quais as condições oferecidas neste tipo de ofertas.

Outra alternativa para conseguir entrar no mercado de trabalho numa outra área poderá ser através dos estágios profissionais do IEFP.

Dirija-se ao Centro de Emprego da sua área de residência, e verifique quais áreas profissionais que procuram mais estagiários. Assim fica com uma ideia das empresas que apostam em formar colaboradores inexperientes, e mesmo que depois do estágio não fique na empresa pelo menos já garantiu alguma experiência em novas funções.

Mudar de área profissional além dos riscos que acarreta também tem custos. Uma decisão destas implica um novo tipo de formação que normalmente é paga, o transporte para essa mesma formação, material de apoio, etc. Coloque todos os pesos na balança e analise cuidadosamente se vale pena esse investimento.

Se para encontrar a felicidade é preciso arriscar, tente a sua sorte.

Nós ajudamos a encontrar
o emprego certo para si.

Nós ajudamos a encontrar os
candidatos certos para a sua empresa.