Como ajudar um amigo(a) a encontrar emprego

Amiga triste

Por em Desemprego


Muitos de nós conhecemos pessoas em verdadeiras dificuldades que desesperam todos os dias para encontrar um emprego, e muitas dessas pessoas não têm o conhecimento ou a capacidade de procurar bem ou nos locais certos.

Ajudar sem querer receber algo em troca é difícil de encontrar nos dias de hoje, não porque essas pessoas não queiram ajudar mas porque muitas vezes nem têm tempo para a sua família. Procurar emprego também dá trabalho e elas não querem desperdiçar o seu tempo com o trabalho dos outros.

Quem procura ajudar sem querer alguma coisa em troca procura essencialmente o bem estar do seu amigo mesmo que isso implique perder umas horas com a família. Às vezes uma hora ou duas pode fazer toda a diferença numa pessoa sem conhecimentos de informática por exemplo.

Cursos de Formação com Desconto →

Ajudar o próximo é tão importante como ajudar-nos a nós próximos, porque um dia também podemos estar na mesma situação do nosso amigo e nessa altura também gostaríamos de ser ajudados.

Há muita coisa que podemos fazer sem perder muito tempo e sem necessitar de acompanhamento, apenas um dicas podem fazer toda a diferença para aquela pessoa.

Então como podemos ajudar um amigo a procurar emprego?

  • Ajude a analisar e a corrigir o seu CV;
  • Estabeleça contatos naturalmente no dia-a-dia com profissionais e indique-lhes o seu amigo;
  • Tire uma tarde ou uma manhã para passear com ele e conversarem;
  • Se ele não tiver conta de email ajude-o a criar uma;
  • Se ele não tiver conta no LinkedIn ajude-o a criar um perfil;
  • Se foi seu colega de trabalho recomende o seu perfil no LinkedIn;
  • Não lhe pergunte porque é que ainda não encontrou emprego;
  • Se não conseguir ajudar mais procure ou indique alguém que o possa ajudar melhor;
  • Se puder, ofereça-se para cuidar dos seus filhos ou transportá-lo quando houver entrevistas;
  • Se for necessário inscreva-o em alertas de emprego na Internet;
  • Se ele não tiver computador procure em sua casa um que já não usa ou alguém que tenha algum que possa emprestar durante algum tempo;
  • Ajude-o financeiramente com pequenas quantias principalmente quando há crianças – mas só se for mesmo necessário.

O desemprego é duro e difícil de ultrapassar e só quem vive essa situação sabe as dificuldades que enfrenta, não só financeiras e profissionais mas sobretudo psicológicas. Muitas pessoas irão recusar ajuda por motivos de orgulho, mas ninguém pode criticá-las por isso. Você na mesma situação provavelmente faria o mesmo e apesar de não ser vergonha nenhuma pedir ajuda é sempre doloroso admitir que precisamos mesmo dela. Quando isso acontece e mesmo assim você quer verdadeiramente ajudar, pode sempre recorrer à sua imaginação – por exemplo, se quer oferecer um cartão com dinheiro em compras de supermercado pode sempre colocar na caixa do correio do seu amigo que ele nunca saberá de quem é.

Nós ajudamos a encontrar
o emprego certo para si.

Nós ajudamos a encontrar os
candidatos certos para a sua empresa.