Entrada expresso para trabalhar no Canadá

Canadá

Por em Notícias


O Express entry visa, promovido pelo Canadá, tem como objetivo principal acelerar o processo daqueles que pretendem emigrar para o país e não só, veja se cumpre os requisitos.

Havendo realizado recentemente um estudo com vista a projetar as necessidades de mão-de-obra até 2022, o Canadá, com uma taxa de desemprego média que ronda os 6,6% (metade da registada em Portugal), prevê que haja uma forte necessidade de contratar para as áreas de saúde e serviços de assistência social, setor do retalho, construção (com aproximadamente 57 mil vagas) setor mineiro, indústria automóvel e ainda para o setor de desenho de sistemas informático. O salário médio semanal ronda os 675 euros, acrescidos do subsídio de Natal e de Férias. À exceção da habitação, o custo médio de vida é bastante similar ao português.

Contando já com uma comunidade de 470 mil imigrantes e luso-descendentes tidos como “muito trabalhadores”, o Canadá, convida aqueles que pretendam emigrar para o país a conferir se cumprem os requisitos, e a candidatar-se ao programa visa “express entry” que entrou em vigor a 1 de janeiro de 2015.

Existem três principais formas de entrar no país através deste sistema. A primeira destina-se a trabalhadores que já detenham pelo menos um ano de experiência profissional a tempo inteiro ou equivalente a 1560 horas de trabalho; a segunda , a candidatos com especialização em trabalhos na área da construção; e por ultimo, àqueles que tenham tido uma experiência profissional, no país, nos últimos 3 anos. Para além disso, deverão ainda dominar a língua inglesa ou francesa (o domínio de ambas poderá traduzir-se numa majoração).

Para candidatar-se ao programa, deverá preencher o formulário disponível em http://www.cic.gc.ca/english/immigrate/express/express-entry.asp e completar o seu perfil, descrevendo as suas habilitações, experiência profissional, competências e domínio de línguas. Caso preencha as condições mínimas, a sua candidatura entrará numa base dados de currículos, para posteriormente ser analisado, obtendo uma resposta no prazo de seis meses. Caso seja selecionado, obterá um convite do governo do Canadá para ir trabalhar para o país. Tendo que o formalizar no prazo de 2 meses.

Em comunicado, Chris Alexander comunicou que até ao dia 31 de janeiro, já 779 trabalhadores [dentre eles profissionais de ciências naturais e aplicadas, comércio, industriais e relacionados com a construção], foram convidados a efetuar o requerimento de residência permanente no Canadá.

Nós ajudamos a encontrar
o emprego certo para si.

Nós ajudamos a encontrar os
candidatos certos para a sua empresa.