10 Questões quase recorrentes em entrevistas de emprego

Entrevista

Por em Entrevista


Para um entrevistador uma entrevista é um trabalho recorrente e algo repetitivo, por isso muitas questões acabam por ser repetidas a diferentes candidatos.

Estar consciente que estas perguntas podem ser feitas a si é meio caminho para consolidar a sua preparação para a entrevista, e assim retirar alguma pressão sobre os seus ombros. Uma entrevista não tem de ser um bicho de sete cabeças, e estar bem preparado é fundamental para que não haja deslizes e tudo corra dentro do previsto.

Cursos de Formação com Desconto →

Algumas destas questões que selecionámos são recorrentes em entrevistas de emprego, estude bem as suas respostas até se sentir preparado para as responder comodamente.

Quais são as suas fraquezas?

Esta é uma questão incomodativa que normalmente os candidatos associam a questões de personalidade, no entanto deve restringir-se apenas ao seio profissional. Exemplo: “Estou sempre a tentar melhorar as minhas capacidades comunicativas no sentido de melhorar as minhas apresentações orais.”

Todo o ser humano tem pontes fortes e fracos, mas isso não impede que não possamos corrigir o que está menos bem para nos tornarmos mais competentes. Se você sente que nos requisitos essenciais do posto de trabalho em questão você cumpre, não há que ter receio em admitir algo em que necessita de melhorar, desde que não esteja relacionado diretamente com as competências principais do cargo – a não ser que estejam a pedir pessoas sem experiência.

Porque devemos contratá-lo(a)?

Esta questão pede que você se foque na sua experiência e competências, e poderá dizer por exemplo: “Tenho experiência de 5 anos em finanças com resultados visíveis de redução de custos na empresa onde trabalhei anteriormente.”

Não deve aprofundar demasiado em aspetos técnicos até porque o recrutador poderá não saber o que você está a querer dizer. Seja prático(a) e conciso(a).

Porque pretende trabalhar aqui?

Esta é uma questão matreira e você não pode deixar a sensação que enviou currículos para tudo o que é empresa. Mencione quais foram os seus critérios na escolha daquele emprego em particular, restringindo o leque de empresas onde gostaria de trabalhar a apenas algumas. Indique algumas qualidades que presa na empresa que o está a entrevistar e para a qual pretende ser contratado.

Quais são os seus objetivos?

Foque-se essencialmente em objetivos de curto-prazo, hoje o mercado de trabalho não permite que façamos planos a longo prazo. Você deve restringir-se apenas a objetivos profissionais coerentes com o seu perfil, e perfeitamente alcançáveis.

O que o(a) levou a sair do seu emprego anterior?

Se está desempregado(a) mencione as razões da sua saída de forma positiva, não deixe que a sua mágoa fale mais alto e indicie que a saída foi forçada ou tempestuosa.

O que o(a) motiva?

A motivação dos colaboradores é fundamental para uma empresa ser bem-sucedida. Apesar de muitas empresas não prestarem a devida atenção a este pormenor, é fundamental que você exponha, se for o caso, projetos ou funções que desempenhou e que o(a) motivaram.

O que você pode fazer por nós que os outros candidatos não podem?

Esta é uma pergunta chave, e à qual você não pode de maneira alguma vacilar. Nesta questão pretende-se saber o que faz de si um candidato único para o lugar.

Foque-se na sua experiência, competência, traços profissionais, e tudo aquilo que faz de si o candidato ideal.

Quais são as três coisas positivas que o seu último chefe diria sobre si?

Esta é uma questão que pode ser incomodativa, e que fará você relembrar talvez uma má experiência. É necessário manter uma postura positiva e encarar a pergunta como se tivessem a falar de um amigo seu. Não deixe que a mágoa ou rancor se apoderem de si numa altura crucial como é uma entrevista de emprego.

Que salário você procura?

Seria mais simples para si saber de antemão um valor estimativo do salário, por isso é fundamental que você faça uma pesquisa prévia na Internet ou junto das suas referências, sobre os valores praticados no mercado.

Em todo o caso você deve tentar questionar sempre quais os valores aproximados que tencionam pagar. Você precisa de ter uma ideia do que precisa de receber para poder pagar as suas despesas correntes.

O que pensa do seu antigo chefe?

Uma vez mais é necessário saber separar as águas e tentar responder de forma positiva. Não deixe que eventuais mal entendidos o prejudiquem nesta fase tão crucial.

Tente olhar para o seu antigo chefe como um amigo, respeitando a distância que existia entre ambos e focando-se apenas nos aspetos profissionais dele.

Nós ajudamos a encontrar
o emprego certo para si.

Nós ajudamos a encontrar os
candidatos certos para a sua empresa.