Prepare a sua entrevista de emprego

Prepare a sua entrevista de emprego

Por em Entrevista


Preparar uma entrevista de emprego é o culminar de um processo de várias candidaturas e é a fase em que ficamos mais próximos de ter um trabalho. Todavia é a talvez a fase mais difícil e que causa maior ansiedade porque estamos tão perto do nosso objetivo que uma resposta negativa da empresa deita tudo a perder.

É complicado reagir depois de saber que não fomos selecionados e há casos em que isso pode acontecer várias vezes seguidas.

Se após várias entrevistas não fomos pelo menos uma vez a pessoa escolhida é preciso refletir sobre o tipo de anúncios aos quais nos estamos a candidatar, e também olhar para o nosso perfil e tentar perceber o que está errado. Muitas vezes falta-nos alguma competência ou o nosso CV não é suficientemente cativante. Tente melhorar os aspetos menos conseguidos e tente esclarecer os motivos por não ter sido selecionado(a).

Cursos de Formação com Desconto →

Antes de acontecer uma entrevista há todo um processo de candidaturas mais ou menos bem conseguido que depois resulta numa chamada para entrevista. Tendo superado com distinção essa fase a entrevista é a fase que se segue, e é preciso estar confiante para tal. Afinal o seu próximo emprego pode estar logo ali e você precisa muito dele, mas a empresa também pode precisar muito de si – isso é a cereja no topo do bolo.

A confiança também pode ser traiçoeira porque podemos estar com poucas esperanças sobre determinada entrevista porque nos falta uma ou outra competência, e o entrevistador consegue ser tão motivador e cativante que acabamos por ter uma boa prestação e até quem saber ficar com o emprego. Tenha atenção que o contrário também pode acontecer.

Isto tudo para dizer que independentemente daquilo que você sente você deve estar preparado para qualquer eventualidade, e deve preparar a entrevista para agarrar o lugar. Só quem arrisca consegue ter um emprego, muitos não conseguem mas tentaram, e enquanto forem persistentes um dia irão conseguir. Se desistir cedo está a dar oportunidade a outros de terem o emprego que procuram, e você vai continuar a lamentar-se.

Se você vai continuar a lutar e tem em vista uma entrevista ou possibilidade de isso acontecer brevemente, tome nota destas dicas e agarre a sua oportunidade.

Treine em casa

Escreva num papel os seus pontos fortes e fracos, ensaie com outra pessoa, ensaie junto ao espelho. Uma boa preparação é fundamental para que as palavras fluam mais facilmente, e você não se sinta tão pressionado pela responsabilidade de conseguir o emprego.

Se você passa muitos dias em casa sem sair, aproveite na semana anterior à entrevista para sair um pouco mais. Crie diálogos com pessoas no café, no supermercado ou onde quer que vá. Sinta-se mais confortável a comunicar e vai ver que a entrevista irá correr muito melhor.

Não minta durante a entrevista

Não se esqueça que a mentira tem a perna curta e que o recrutador descobrirá mais cedo ou mais tarde a verdade. Ele é uma pessoa experiente que já entrevistou muitas pessoas e saberá distinguir a verdade da mentira mesmo sem o conhecer pessoalmente.

Não seja má língua

Não caia no erro de falar mal das empresas ou colegas com quem trabalhou anteriormente. Os recrutadores não querem saber o que passou no passado até porque só irão ouvir um lado da história. Preocupe-se mais em descrever o seu perfil e as suas competências e deixe os rancores em casa se puder.

Cuidado com a confiança em excesso

Quando estamos muito confiantes e sentimos que o recrutador gosta muito de nós é preciso ficar alerta. Muitas vezes estes profissionais querem perceber como reagimos em determinadas circunstâncias, e fazem de propósito para parecer que já nos conhecem há muito tempo. Não vá na cantiga e mantenha sempre uma postura profissional e respeitadora. Controle os seus níveis de confiança para depois não começar a dizer disparates ou o que não devia.

Seja claro e conciso sem ser monossilábico. Não dê respostas longas demais e por favor não interrompa o entrevistador.

Observe como o entrevistador se comporta consigo

É um indicador de como será trabalhar com ele e, de um modo geral, dentro da empresa.

Se o recrutador está sempre contra si ou não concorda com nada do que você diz, é porque você não é a pessoa indicada para o cargo. Nestes casos o entrevistador já tem alguém em vista e só está ali para cumprir a tarefa de entrevistar quem selecionou previamente. Você será apenas mais um número para juntar aos indicadores que o recrutador tem que apresentar à direção da empresa para provar o seu trabalho.

A última palavra é sua

Como desempregado você está sempre pressionado de vários lados a aceitar um emprego, mas não se esqueça que a última palavra é sempre sua. Você tem que seguir o que o seu coração manda mediante a sua situação financeira, familiar e profissional.

É sempre importante ouvir conselhos dos familiares e amigos, mas a decisão tem sempre que refletir uma escolha ponderada e nunca para fazer um favor a alguém. Caso contrário dentro de pouco tempo você está novamente desempregado por ter escolhido algo que não gosta ou que não era indicado para si.

Boa sorte para a sua entrevista!

Nós ajudamos a encontrar
o emprego certo para si.

Nós ajudamos a encontrar os
candidatos certos para a sua empresa.