Maioria dos trabalhadores a tempo inteiro pesquisa novos empregos regularmente

Pesquisar

Por em Carreira


Não são só apenas os desempregados que procuram emprego, também quem está empregado a tempo inteiro o faz regularmente.

Apesar da crise e o número elevado do desemprego em Portugal, ainda são muitos aqueles que se encontram empregados, mais de 4 milhões, mas que no entanto procuram dar o salto.

Tudo na vida tem um ciclo e a abertura de novas portas para alguém que já se encontra empregado, também poderá abrir uma vaga para quem está no desemprego. É importante haver movimentação de trabalhadores de uma empresa para outra, é sinal que as pessoas não se resignam e que continuam a lutar por melhores condições profissionais. Por outro lado acabam por dar uma oportunidade a alguém que está no desemprego de ocupar a sua vaga anterior.

Cursos de Formação com Desconto →

As novas tecnologias vieram ajudar e muito tanto os desempregados como os trabalhadores empregados, uma vez que conseguem estar a par do que se passa no mercado laboral com total comodidade e anonimato. A privacidade das contas nos websites de emprego e redes sociais, permitem que o trabalhador possa ter uma conta sem expor publicamente informação privada.

No caso do Linkedin essa exposição é maior uma vez que se trata de uma rede profissional, mas ainda assim há definições de privacidade que podem ser úteis.

Não existe mal nenhum em procurar novos voos, todos nós, inclusive aqueles que agora possam estar desempregados, pensamos nisso. É importante ter objetivos profissionais porque isso nos motiva a trabalhar e a produzir cada vez melhor.

Um estudo realizado pela Careerbuilder nos Estados Unidos e no Canadá com 1038 inquiridos empregados a tempo inteiro, concluiu que 30% desses procuram emprego semanalmente. Segundo o mesmo estudo 53% dos inquiridos consideram ter apenas um emprego e não uma carreira, daí que pretendam estar a par do que se passa no mercado laboral e quem sabe dar o salto que tanto procuram. O estudo concluiu ainda que 74% dos inquiridos procuram emprego na internet, 68% pelos meios tradicionais e 67% através de sites de emprego.

Apesar do mercado laboral português ser um pouco diferente dos Estados Unidos e do Canadá, os números deverão ser também ligeiramente inferiores. A taxa de desemprego em Portugal é mais elevada do que nesses países e as pessoas têm mais receio em perder o seu emprego do que propriamente procurar um novo.

Mudar de emprego poderá ser algo que não está ao alcance de todos neste momento em Portugal, no entanto acreditamos que ter isso em mente como um objetivo profissional, ajudará a desempenhar melhor a sua função e a ser ainda melhor profissional.

Nós ajudamos a encontrar
o emprego certo para si.

Nós ajudamos a encontrar os
candidatos certos para a sua empresa.