10 Erros que deve evitar cometer com o seu CV

Erros a evitar no CV

Por em Curriculum Vitae


Encontrar erros no CV é algo que acontece com muita frequência, apesar de haver muita informação na Internet sobre como devemos criá-lo corretamente.

O CV é o documento mais importante que uma empresa pode receber quando procura integrar novos colaboradores. Se este contém erros, a pessoa responsável pela filtragem de currículos certamente irá desconsiderá-lo se isso for preponderante para o cargo em questão.

Os erros no curriculum vitae podem acontecer por diversas razões tais como distração, falta de cuidado, desinteresse, iliteracia, poucos conhecimentos de informática, confusão com o corretor ortográfico, etc. Nenhum deve ser desculpável porque o CV deve ser revisto mais do que uma vez, e não só apenas por quem o criou.

Cursos de Formação com Desconto →

Se você não quer ter um CV com erros, por favor peça a outras pessoas para o relerem e aceite as suas opiniões e criticas para melhorá-lo.

Ainda assim durante a escrita do currículo convém tentar minimizar outro tipo de erros como estruturais, atualização ou introdução de informações importantes.

Erros de escrita e gramática

Os erros mais comuns que você deve evitar são erros de escrita e gramaticais, sejam eles quais forem. Se você não se sente confortável no português ou numa outra língua que esteja a redigir, peça ajuda a um familiar ou amigo.

Os erros de escrita são muito graves principalmente quando se trata da língua materna. Se o cargo em questão envolver funções principais de escrita, você pode deitar tudo a perder.

Se por ventura o cargo em questão está mais relacionado com trabalhos técnicos que não envolvem tanto a escrita, talvez o erro possa ser desculpado pelo recrutador. Tudo vai depender da pessoa que estiver a analisar os currículos, e da importância que ela dá a este tipo de erros.

CV pouco específico

Nos currículos vê-se de tudo um pouco, porque afinal de contas somos todos diferentes e temos percursos profissionais também diferentes. Uns colocam informação a menos com medo de ter um CV gigante, e outros colocam informação a mais com medo que fique a faltar alguma coisa.

No meio está a virtude, não devemos ser exagerados no entanto devemos especificar com detalhe algumas das funções que desempenhámos anteriormente.

Os cargos mais recentes e aqueles que estão relacionados com a vaga à qual queremos candidatar-nos, são os mais importantes para o recrutador.

Um modelo de CV para todos

Hoje em dia não basta ter um CV que se adapte a todo e qualquer emprego, é importante ter a capacidade de redigir um curriculum vitae especifico para a vaga que pretendemos preencher. Obviamente que isto só se aplica se tivermos várias competências que podem ser adaptadas a diversos cargos dentro da mesma ou várias áreas.

Não caia no erro de criar o seu modelo de CV e enviar para todo o lado mesmo quando os anúncios são completamente distintos, e os cargos nem sequer se relacionam. Tenha brio naquilo que faz, só assim o recrutador lhe dará a importância que você merece.

Mencionar detalhes sem importância

Os recrutadores na sua grande maioria são perspicazes e rigorosos. Se você estiver a realçar pormenores sem importância estará a colocar a dita “palha” que o recrutador não quer ler, mas que você acha que valoriza ou aumenta o seu CV.

Não cometa o erro de mencionar detalhes sem importância como por exemplo: Organizei um arquivo em três dias tendo separado cuidadosamente as pastas por ano, nome, categoria, etc.

O recrutador quem saber que problemas complicados você consegue resolver e de que forma, e não apenas situações que qualquer pessoa consegue fazer.

Demasiado curto ou demasiado extenso

Não existem regras específicas para redigir um CV. Somos todos diferentes uns dos outros e é natural que as preferências de uns não sejam iguais às dos outros.

Não estranhe se o seu vizinho lhe disser que o dele tem 5 páginas e o seu só tem 2. Vocês não fizeram o mesmo percurso escolar nem profissional, e nem todos redigem o CV da mesma maneira.

Equacione sempre o que é mais importante mostrar do seu percurso mais recente, e não tanto as experiências pouco relevantes do seu passado.

Um mau objetivo

Se o seu CV não está redigido para um determinado cargo, o mais provável é o seu objetivo também estar desajustado. Quando redigir um currículo para determinada candidatura, escolha eficazmente o objetivo deste, fazendo com que o mesmo se identifique com o que o recrutador procura.

Se o recrutador procura um Engenheiro Mecânico, o objetivo deverá coincidir com isso mesmo. Se você é um Engenheiro Eletrotécnico mas vê no cargo uma oportunidade para enveredar por outra área onde até tem conhecimentos, adapte o seu CV para coincidir com a oferta.

Esquecer informação importante

Em algumas situações somos tentados a esconder alguns trabalhos de curta duração que fizemos no passado. Apesar de acharmos que são insignificantes muitas vezes escondem alguma aprendizagem e experiência que adquirimos em determinada área.

Defina bem o que pretende incluir ou excluir do seu curriculum vitae, mas lembre-se que mesmo que tenha tido uma experiência fugaz, se ela estiver relacionada com a sua área profissional poderá ser importante mencioná-la.

Falta de ação

Uma das coisas que os recrutadores gostam mais de saber são os problemas que o candidato teve que enfrentar na sua vida profissional, e como os conseguiu resolver.

A iniciativa é muito importante num curriculum viate porque mostra que a pessoa é capaz de solucionar problemas, ser pró-ativa e não tem medo de falhar.

As empresas de hoje em dia querem pessoas dinâmicas, multi-facetas e sem medo de resolver problemas. Os problemas são os maiores desafios das empresas, e quem os souber resolver da melhor forma é quem agarra as melhores oportunidades.

Confuso para o olhar

A simplicidade faz a diferença, tanto num CV como em qualquer outro documento. Ter bom conteúdo mas mal organizado é tão mau ou pior do que ter péssimo conteúdo mas bem organizado.

Escolha um tipo de letra de fácil leitura, um tamanho de letra moderado e consistente, dê espaço entre os vários conteúdos e aumente ligeiramente o espaço entre linhas. Facilitando a leitura e destacando o que é importante, o recrutador ficará com uma visão ampla de quem você é e o que pode fazer.

Os olhos também comem, um CV que cative pela sua organização e cuidado com os espaços, pode perfeitamente cativar o recrutador mesmo sem ele o ler com atenção.

Informações erradas ou desatualizadas

Este ponto é um dos 5 mais importantes a reter na criação de um CV, e um dos que pode ser mais prejudiciais para o candidato.

Imagine que você acabou de perder o emprego e não atualizou o seu CV com a sua última experiência profissional. Agora vai candidatar-se a vagas que requerem experiência que você até tem do seu último emprego, mas que não está mencionado no seu CV. Seguramente você não será chamado para uma entrevista, a não ser que atualize o seu CV com as últimas informações que dispõem.

Outro erro é ter informações de contato erradas ou desatualizadas. Se o recrutador estiver bastante interessado em entrevistá-lo mas não conseguir entrar em contato consigo, haverá muito mais candidatos em lista de espera para ocupar o seu lugar.

Tente reler o seu CV esporadicamente para verificar que tudo está atual e verdadeiro.

Nós ajudamos a encontrar
o emprego certo para si.

Nós ajudamos a encontrar os
candidatos certos para a sua empresa.