10 Coisas que um recrutador vai procurar em si

Recrutador

Por em Entrevista


Agradar a um recrutador é das tarefas mais difíceis, não só porque ele possui uma vasta experiência, mas também porque existe uma grande carga emocional e de responsabilidade sobre si.

Há vários aspetos que podem cativar ou não um recrutador como a aparência física, o vestuário, a dicção ou o comportamento, mas depois há outros aspetos que podem tornar a entrevista numa desgraça como a pressão de falhar, os nervos, o stress, etc.

Nem todos os recrutador agem da mesma forma, uns são mais simpáticos que outros, alguns tentam amedrontar para causar ainda mais pressão e verificar a reacção dos candidatos, por isso não há um modelo comum e cada caso é um caso. Você tem que estar preparado para tudo e ser você mesmo sem pensar muito no desfecho.

Cursos de Formação com Desconto →

Se você preparar a sua entrevista de antemão cuidadosamente a probabilidade de ser apanhado desprevenido é menor, por isso tome nota de algumas coisas que o recrutador procurará em si.

Presença

A ansiedade e nervosismo não conjugam com recrutamento, tente apresentar-se o mais descontraído possível com o seu ego lá em cima e com uma postura determinada.

Arrogância

Mesmo que você seja uma pessoa com vasta experiência e créditos reconhecidos, ao tentar mostrar superioridade e arrogância só vai fazer com que não seja o escolhido. Responda a todas as questões educadamente e sem demonstrar uma postura irredutível.

Comunicação

Responder a todas as questões mesmo aquelas às quais não estamos tão familiarizados ou seguros, é um passo importante para que o recrutador possa avaliar o nosso perfil. Se o recrutador sentir que você não responde às questões diretamente e anda a vaguear de pergunta em pergunta, você é automaticamente excluído do juízo final.

Sucinto

Responda sem rodeios às questões que lhe são colocadas sem abusar dos detalhes, a não ser que lhe seja solicitado. O recrutador não pretende por exemplo: saber se você tem conhecimento técnico e detalhado sobre as peças que compõem uma máquina, apenas se você sabe trabalhar com ela e o que pode fazer com ela.

Atitude

Este aspeto é fundamental para o recrutador, não só porque permite avaliar a sua atitude perante a vida, mas também nos relacionamentos nomeadamente com futuros clientes ou colegas de trabalho. Um bom ambiente numa empresa é fundamental, logo o recrutador tentará encontrar uma pessoa que tenha uma atitude pacífica, afável e comunicativa.

Primeira impressão

Como acontece na publicidade se ela cativar o primeiro olhar ela irá captar a atenção e depois ativar a compra. Numa entrevista de emprego acontece exatamente o mesmo, se você entrar descontraído, simpático e comunicativo, irá causar um impacto simpático que agradará ao recrutador. Se esse passo for conseguido o desenrolar da entrevista decorrerá num ambiente menos pesado e mais amigável.

Controlo

Candidatos mais experientes têm a particularidade de conseguir algum controlo sobre a entrevista, mesmo não estando por cima do recrutador. Este controlo momentâneo permite “arrancar” informação preciosa ao recrutador para que consiga apresentar melhor os seus pontos de vista. Não abuse do controlo para que o recrutador não o considere possessivo ou manipulador.

Auto-controlo

Saber controlar os seus impulsos, receios e nervosismo é fundamental para ser bem-sucedido numa entrevista de emprego. Para que isso aconteça é necessário que você consiga controlar as suas emoções, e muito desse trabalho deverá ser feito numa preparação antes da entrevista com amigos ou familiares.

Iniciativa e liderança

Para alguns cargos de nível superior o recrutador irá ter em atenção as suas capacidades de iniciativa e liderança. Em muitos casos estes dois fatores são preponderantes na escolha do candidato.

Qualificações

Este ponto é comum a todas as entrevistas, e você já deveria saber.

Nós ajudamos a encontrar
o emprego certo para si.

Nós ajudamos a encontrar os
candidatos certos para a sua empresa.