Demissão em direto na TV com palavra menos própria torna-se viral

Charlo Greene

Por em Vídeos


Nos Estados Unidos ocorreu algo insólito numa TV local, a pivot Charlo Greene pediu a sua demissão em direto com uma palavra menos apropriada.

O caso gerou grande furor nos media Norte Americanos e teve repercussão noutros países, isto apesar de não ser uma situação inédita. O palavreado utilizado pela apresentadora é o que torna toda a situação insólita e faz com que o caso tenha um mediatismo nunca antes visto para uma demissão em direto.

O vídeo mais popular no Youtube que retrata o que se passou em direto na estação de televisão do Alasca KTVA está perto de atingir as 10 milhões de visualizações, mas muitos outros vídeos foram posteriormente duplicados por diversos meios de comunicação e particulares.

Cursos de Formação com Desconto →

Tudo começa quando a apresentadora Charlo Greene fica frustrada ao apresentar uma peça sobre a legalização da Cannabis para efeitos medicinais de uma organização que a própria fundou, e que coordenava em paralelo com a sua profissão de apresentadora. Recorrendo a uma palavra menos própria Charlo decide demitir-se em direto para se concentrar na defesa da sua organização e na tentativa de legalizar a Cannabis no Alasca.

Apesar do caso ter colocado na ribalta novamente a legalização da Cannabis para efeitos medicinais naquele país, esse assunto acabou para passar para segundo plano devido às fortes críticas que a apresentadora sofreu pelo seu ato.

A carreira desta profissional ficará fortemente afetada depois deste episódio, e terá sérias dificuldades em encontrar outro emprego no mesmo ramo e até mesmo para defender a sua causa.

Alguns especialistas em recursos humanos afirmam que depois de assentar a poeira Charlo ficará com uma péssima imagem sobretudo devido à palavra que escolheu erradamente.

Veja o vídeo

Não existem conteúdos relacionados.

Nós ajudamos a encontrar
o emprego certo para si.

Nós ajudamos a encontrar os
candidatos certos para a sua empresa.