Um conjunto de organizações ambientalistas e sindicais propõe criação de 100 mil empregos

Energia

Por em Notícias


A proposta, para os próximos 15 anos, prevê a criação de 100 mil “Empregos para o Clima”, cujo objectivo será um corte de 65% das emissões de gases com efeito de estufa.Estes novos empregos a criar no sector público, em energias renováveis, nos transportes públicos, na eficiência energética e na floresta, limitará o aquecimento global por 2ºC em relação ao níveis pré-industriais.

Este é um passo importante para construir um movimento pela justiça climática e social que responda ao desafio das alterações climáticas e visa cortar as emissões de gases entre 11 e 24% até 2030.

Em Portugal serão criados cerca de 45 mil empregos nas energias renováveis, e de 20 a 30 mil empregos na área de transportes, o que implicará a sua transformação e electrificação, mas também do parque automóvel.

São ainda propostos cerca de 27 mil empregos na requalificação energética de edifícios, 10 a 30 mil na área da agricultura e 16 a 21 mil na área da floresta, especialmente na captura de carbono e no combate a incêndios.

Também seriam criados cerca de 4.000 novos empregos com a transição das pessoas que agora trabalham em sectores altamente poluentes.

Nós ajudamos a encontrar
o emprego certo para si.

Nós ajudamos a encontrar os
candidatos certos para a sua empresa.