Em sete anos, foi 2016 que terminou com a melhor taxa de emprego no Norte do país

dfcv

Por em Notícias


A percentagem de população empregada, entre os 20 e os 64 anos, desde 2009 que não era tão alta.

Este é um sinal bem positivo, pois a economia desta região tem vindo a crescer, mas em contrapartida metade dos desempregados estão nesta situação há pelo menos dois anos.

Os ramos de actividade que mais impulsionaram este crescimento do emprego foram nas áreas de actividades de consultoria, técnicas e similares e científicas, que contabilizaram mais 18 mil empregados do que no ano anterior.

Também os ramos da restauração e similares, alojamento e as indústrias transformadoras registaram subidas nos postos de trabalho. A única nota discordante foi o sector do comércio por grosso e a retalho que registou uma descida de cerca de 18 mil empregados, em relação ao ano de 2015.

Embora ainda existam muitos desempregados, a taxa de desemprego vem baixando gradualmente, apesar de a taxa de desemprego entre os jovens continuar elevada, nos 28,8%. Mesmo assim regista-se uma melhoria, pois em 2015 uma em cada três pessoas com menos de 25 anos não tinha emprego.

No 4º trimestre de 2016, o número de desempregados inscritos nos centros de emprego da região Norte, eram cerca de menos 25 mil, comparando com o mesmo período de 2015.

Esta melhoria no emprego aliada a um ligeiro aumento do salário médio, teve uma evolução positiva no consumo privado, nesta parte do nosso país.

Outro sector em que se registou uma subida, foi nas exportações para fora da União Europeia, e também no turismo no que concerne especificamente aos serviços, nomeadamente o aumento das dormidas na região.

Nós ajudamos a encontrar
o emprego certo para si.

Nós ajudamos a encontrar os
candidatos certos para a sua empresa.